HEDYNHO

Treinamento para cicloviagem

Treinamento para cicloviagem

 O quanto treinar para poder fazer uma cicloviagem

 cicloturismoEssa é uma pergunta que muitos me fazem sobre Santiago. Agora tenho respondido que o treinamento para as pernas pode ser zero, para a cabeça é outra história.

O que pode fazer você ter problemas em uma viagem de bike de mais de três dias é a cabeça e não as pernas. A parte física pode ratear um pouco nos primeiros dias, mas a cada dia de viagem tudo melhora. A mental é o contrário, sentir-se incomodado com o esquema de viagem sobre duas rodas gera problemas uma maior que o outro, é uma bola de neve.

O senso comum diz que para aqueles que pedalam 40 km por saída em finais de semana não deve ter problemas físicos quando sai em viagem, mesmo com alforjes. Talvez nos dois primeiros dias a perna fique mais pesadinha, mas ela solta a partir do terceiro.

O que podemos chamar de treino para quem pretende fazer um Santiago de Compostela ou o Caminho da Fé aqui no Brasil, é uma pequena viagem de no mínimo três dias com alforje. O objetivo deve ser avaliar se três ou mais dias sobre uma bike não é um problema ao invés de prazer. O que precisa ser treinado é a mente.

Se você esta inseguro, faça primeiro uma viagem de três dias com apoio, mas depois teste uma de quatro ou cinco com alforje no esquema auto-guiado.

Segundo a lenda que corre no caminho, só desiste no meio da rota quem não esta pronto. Com a mente pronta.

Claro que tem muita gente que az rota como uma prova de longa distância, mas se você separou ao menos 16 dias para o caminho poderá se preocupar em somente treinar a paciência. Se é que há treino para isso.

Com esse tempo dá para começar manso dando tempo para as pernas entrarem no ritmo ao longo do trajeto.

O tempo tranqüilo para fazer Santiago sem problemas físicos é de 20 dias, contando os dias de viagem de avião. Com dezoito para pedalar dá para desperdiçar uns três dias. Santiago de Compostela, Caminho da Fé e outros caminhos auto-guiados não são simplesmente passeio e sim experiência. Experimente os locais por onde passa e você verá que nem vai notar o esforço das pernas.

 Lista do que levar em uma cicloviagem

Para quem vai sair em viagem e acha que esta esquecendo algo, abaixo uma lista geral do que levar na bike. É um check list geral para uma cicloviagem. Adapte de acordo com sua aventura.

 Manutenção da bicicleta

 2 câmaras extras

 2 pares de espátulas

 1 bomba de ar

 Extensores

 1 alicate/ chave de fenda/Philips

 1 chave de raio/ chave de corrente

 1 jogo de chaves  Allen

 3 raios sobressalentes para cada roda

 kit de remendos

cabos de freio / câmbio

 Vestuário

 2 bermudas de ciclismo

 2 bermudas normais

 1 agasalho

 5 camisetas

 1 camiseta manga comprida

 1 capa de chuva

 1 par de chinelos

 1 par de tênis

 5 pares de meia

 5 cuecas  / 5 calcinhas

 1 sunga

 1 boné

 1 par de luvas ciclismo

 1 sapatilha ou tênis para pedalar

 óculos de sol

 1 capacete

  Diversos

 fita adesiva

 silver tape

 isqueiro/fósforos

 elásticos

 tiras de câmara

 sacos plásticos

 cloro

 pincel atômico

 alfinetes de segurança (de fralda de nenê)

 araminhos (de pão)

 barbante

 agulha e linha

  Identificação

medalha com dados pessoais

 cartão de vacina

 cheques,  cartão de banco,  dinheiro

 cartão telefônico

 nota fiscal da bicicleta

 agenda de telefones

 caderneta e caneta

 Acampamento

 barraca e saco de dormir e travesseiro

 fogareiro completo

 pratos, talher es e panelas

  Higiene

 toalha de banho - alta absorção

 sabonete

 shampoo / desodorante

 fio,  escova e creme dental

 pente/escova para cabelos

 protetor solar

 repelente

 protetor labial

 creme hidratante

 papel higiênico

 lâmina de barbear

 colírio

  Equipamentos eletrônicos

 máquina fotográfica

 bateria/pilhas reserva tipo AA e  AAA

 recarregador de pilhas e baterias

 cartão de memória reserva para máquina fotográfica

 cabo de conexão maquina fotográfica - PC

 tripé

 lanterna (pilha)

 relógio

 aparelho mp3

 celular

 carregador de celular

 radio de comunicação

 GPS

  Primeiros Socorros

 curativos tipo Band-Aid

 gazes estéreis

 um pequeno rolo de esparadrapo

 atadura de crepe

 cotonetes

 pinça

 agulha

 tesoura pequena

 um par de luvas de borracha descartáveis

 [pelo menos um tipo de cada medicamento listado abaixo]:

 Aniinflamatório: Voltaren,  Feldene ou  Tonoxen

 Antiácido: Rennei ou pastilhas de Milantra Plus

 Antisséptico líquido: Povidini tópico

 Antiespasmódico (para cólicas):  Buscopan

 Analgésico Local:  xilocaína

 Antidiarréico:  Imosec

 Colírio: Lacrima, Lacrima Plus ou Lacril

 Solução Nasal:  Salsep (no lugar de descongestionantes nasais: 

 Aturgyl,  Naridrin ou Sorine)

 Dor e Febre:  Tylenol ou Novalgina em gotas

 Náusea e Vômitos: Plasil ou Plasil enzimático (evite Dramin,  que

 pode dar sono)

 Reações alérgicas: Allegra 180,  Claritin ou Zyrtec (evite

 Polaramine,  que pode dar sono)

 Garganta irritada:  Spray de mel e própolis ou pastilhas de

 Dequadin com benzocaína ou Benalet

 Outros Equipamentos

 bússola

 canivete suiço

 mapas

 guia rodoviário

  Fonte: ondepedalar.com

 

        HEDYNHO TOPO